1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Turismo Nacional e Internacional

Turismo Nacional e Internacional
Pacotes de turismo com destino aos melhores hotéis e operadoras de mergulho Nacionais e Internacionais.
A Aquaventura Mergulho preparou pacotes incríveis para sua próxima viagem.

Cursos de Mergulho Aquaventura

Cursos de Mergulho Aquaventura
Fornecemos conhecimentos e habilidades fundamentais para sua prática de mergulho autônomo.
De forma agradável e descontraída, o aluno irá entrar em contato com as necessidades básicas para mergulhar.

Escola de Mergulho Aquaventura

Escola de Mergulho Aquaventura
Realizamos um sonho comum de muitas pessoas! Respirar debaixo d'água, curtir a vida aquática em total equilíbrio com a natureza e toda a segurança.
Nossa visão é ser a escola de mergulho mais admirada por nossos clientes.
  • Turismo Nacional e Internacional

    Turismo Nacional e Internacional

  • Cursos de Mergulho Aquaventura

    Cursos de Mergulho Aquaventura

  • Escola de Mergulho Aquaventura

    Escola de Mergulho Aquaventura

Previous
Next

Turismo Nacional

 

Ilha Grande - Angra dos Reis

A Ilha Grande faz parte de um arquipélago de 187 ilha e ilhotas, localizada na Baia da Ilha Grande, costa oeste do Estado do Rio de Janeiro, região também conhecida como Costa Verde. A região é um dos locais mais bonitos do Oceano Atlântico.  Embora, juridicamente pertença ao município de Angra dos Reis como 3º Distrito municipal, com sede na Vila do Abraão, a Ilha Grande fica  de frente também para os municípios  de Mangaratiba e Paraty. O mar predominante verde abriga valiosa e biodiversidade e belos cenários.

Sua posição é:   Latitude S:   Entre 23°05’ e 23°14’  —-   Longitude W:   Entre 44°05’e 44°23’

Ilha Grande é área pública e mais de 80% do território pertence à União. São áreas protegidas e administradas pelo INEA (Instituto Estadual do Ambiente).  Leia mais no tópico Preservação.

Suas águas calmas e claras oferecem uma diversidade muito grande de fauna e flora, permitindo ao mergulhador recreativo desfrutar das belezas subaquáticas independente da época do ano. Dezenas de pontos de mergulho podem ser visitadas, sendo que dois deles merecem destaque especial : A laje de Matariz, onde existe um helicóptero afundado aos 7 metros, e o Naufrágio do Navio Pinguino, na enseada do Sítio Forte, cuja maior profundidade é de 18 metros e se encontra ainda em ótimas condições de visitação externa.

_________________________________________________________________________________________________

Fernando de Noronha











O arquipélago de Fernando de Noronha, também conhecido como esmeralda do atlântico, localiza-se a 360 Km de Natal no Rio Grande do Norte, é formado por 19 ilhas sendo as seis principais, Rata, Fernando de Noronha, Do Meio, Lucena, Sela Gineta e Rasa, tais ilhas são parte de um grande vulcão submerso de cerca de 60 Km de base, a milhares de metros de profundidade, os pontos culminantes deste vulcão afloram em dois picos principais, o morro do Pico com 321 metros e o morro da Bandeira com 181 metros.

Para os mergulhadores este é o Caribe brasileiro, com temperatura da água próxima aos 27°C e uma visibilidade media de 30 metros este paraíso permite mergulhos de todos os níveis, cavernas, paredes, e naufrágio. Para quem curte cavernas não deve deixar de conhecer a ponta da Sapata, ali ha um paredão com uma imensa caverna e a profundidade varia dos 27 aos 35 metros, ou ainda no Morro de Fora as pedras formam túneis com profundidades de ate 15 metros. Outro mergulho que não se deve perder são os naufrágios, há dois bons afundados na década de trinta com profundidade variando de 8 a 11 metros e a famosa corveta que repousa inteira a 55 metros de profundidade, mas este mergulho exige o uso de misturas gasosas e bastante experiência.

_________________________________________________________________________________________________

Abrolhos

Este é um inferno no Atlântico para os navegadores e um paraíso para os mergulhadores, já em 1502 um navegante português chamado Américo Vespúcio chamava a atenção de seus comandados ao navegar por estas águas para que “abram os olhos” o sotaque lusitano mas a contração da língua portuguesa deram-lhe o nome. Está localizado a 75 Km da costa sul da Bahia na altura dos municípios de Alcobaça e Caravelas são formados por cinco ilhas de origem vulcânica, Siriba, Redonda, Sueste, Guarita e Santa Barbara a maior delas e única a abrigar uma guarnição da Marinha brasileira e um posto avançado do Ibama.

Por sua diversidade de vida Abrolhos é considerado um dos dez melhores pointes de mergulho do mundo com visibilidade de suas águas em torno de 15 metros podendo chegar fácil aos 25 metros no verão, a temperatura da água oscila entre os 24º e 28º C. Com estas condições pode-se mergulhar por entre grutas e formações coralíneas endêmicas, ou seja, só encontradas nesta região, além de mais de 160 espécimes de peixes diferentes. Para guardar tanta vida Abrolhos ganhou o status de Parque Nacional em 1983.

Como se não bastasse toda a explosão de vida encontrada neste paraíso, todos os anos centenas de baleias Jubarte algumas com ate 15 metros de comprimento e pesando cerca de 30 toneladas, deixam as águas geladas da Antártida e partem em busca de calor e abrigo para amamentar seus filhotes e encontram tudo isso em Abrolhos. Outro mergulho que não se pode perder é o naufrágio Rosalina, cargueiro Italiano com 70 metros afundado em 1939 nos chapeirões que repousa aos 22 metros de profundidade, passear pelos destroços é encontrar cardumes de salemas, frades, barracudas e moreias, sem contar que a sala de maquinas tornou-se residência oficial de um mero com aproximadamente 250 quilos.

_________________________________________________________________________________________________

Laje de Santos











A Laje de Santos é uma ilha com 550 m de comprimento, com 33 m de altura e 185 m de largura, seu formato parece de uma imensa baleia. Está situada a aproximadamente a 40 Km da Cidade de Santos e faz parte do Parque Estadual Marinho da Laje de Santos (PEMLS), criado em 1993, detém 5000 hectares de área protegida.

O mergulho na área do PEMLS é realizado normalmente na Laje de Santos, porém há outros pontos que proporcionam excelentes mergulhos dependendo das condições do mar e/ou experiência do grupo.

A embarcação sai São Vicente-SP e a viagem leva aproximadamente 01h30min. Durante o passeio é comum avistar golfinhos, aves marinhas e, dependendo da época do ano, até as baleias se tornam atração à parte.

_________________________________________________________________________________________________

Arraial do Cabo

Encravado na região dos lagos, localiza-se a 180 Km da capital, a 14 Km de Cabo Frio e a 37 Km de Búzios, Arraial do Cabo entra no roteiro dos mergulhadores que visitam o litoral fluminense, por suas águas transparentes com visibilidade que varia entre os 12 aos 18 metros, quer por sua proximidade dos pontos de mergulho ou ainda pelo abrigo que oferece aos ventos e correntezas.

O fundo é cheio de gorgônias que abrigam muitos peixes, pequenos crustáceos e uma grande incidência de cavalos marinhos, convencionou-se dividir a região de mergulho do Arraial em lado de dentro e lado de fora, o lado de dentro é delimitado pela ilha dos porcos, ilha do cabo e a praia dos anjos, é o que se pode chamar de mar da tranquilidade com um fundo coberto por gorgônias. Já no lado de fora podemos encontrar muitos naufrágios, como o Thetis, o Dona Paula e o Harlingen um cargueiro Inglês afundado em 1906 localizado em frente à Furna das mulheres, seus destroços estão espalhados entre os 18 a 25 metros de profundidade, podendo-se visualizar ancoras, cabeços, caldeiras, guincho, motor e hélice.

Outro ponto que deve constar do roteiro de qualquer mergulhador em Arraial é a Gruta Azul, a entrada do túnel encontra-se a 15 metros, depois percorre-se 32 metros até a entrada do sifão, por onde pode-se subir e encontrar ar, o grande barato deste mergulho é observar o jogo de luzes dos raios solares, especialmente próximo ao meio dia.

_________________________________________________________________________________________________

Ilha da Vitória - Região de Ilhabela

 

 

 

 

 

Este arquipélago está situado a leste da Ilha de São Sebastião. É um dos três arquipélagos que compõem o município e o Parque Estadual de Ilhabela. É composto pela própria Ilha da Vitória, Ilha dos Pescadores e Ilhote das Cabras. A Ilha da Vitória é habitada por uma comunidade de caiçaras tradicionais que vivem da pesca artesanal, logo é comum serem observadas no entorno do arquipélago, redes de espera, cercos e armadilhas de pesca, que devem ser preservadas por se tratar da cultura de subsistência dessa comunidade.

Portanto a recomendação aos mergulhadores é de se evitar o fundeio próximo a estes artefatos, mantendo-se afastados durante o mergulho, tanto pelo risco de se verem envolvidos pelas redes, bem como pela prática de mínimo impacto, não interferindo na cultura local. Durante a navegação até o arquipélago, é comum  avistar  grupos de golfinhos nariz-de-garrafa, baleias de Bryde e até Jubartes. Nas ilhas não há praias, seus entornos são formados por costões rochosos e reentrâncias chamadas de sacos, proporcionando variados perfis para os mergulhos.

As profundidades nos pontos deste destino podem variar de 5 a 52 metros e a visibilidade varia muito em função das correntes e condições climáticas, alcançando 20 metros nos melhores dias.

Ao longo do ano, a temperatura média da água situa-se na casa dos 22ºC, podendo chegar aos 27ºC entre meados de janeiro até a chegada do outono, já no início do verão, ocasionalmente ocorre o fenômeno das termoclinas, correntes extremamente frias em determinada faixa da coluna d’água.

Em se tratando de um arquipélago marinho, é importante observar previamente as condições climáticas, de navegação e fundeio, para desfrutar de um mergulho autônomo consciente e seguro nos pontos deste destino.

_________________________________________________________________________________________________

Ilha da Queimada Grande











A Queimada Grande é uma ilha localizada a 37 milhas náuticas da cidade de Santos seguindo curso 230 graus.

O nome estranho desta ilha deve-se ao fato de, no passado, cientistas que por aqui passaram, após estudarem sua fauna e flora e fazerem seus relatos, atearam fogo à ilha a fim de que outros "colegas" de profissão não pudessem publicar um trabalho similar e eventualmente melhor que o seu.

Poucos se atreveriam a disputar o território com as 15000 cobras - no mínimo - que povoavam a ilha, quase todas serpentes da espécie Bothrops insularis, mais conhecida como jararacas ilhoas. São parentes das jararacas continentais, só que donas de um veneno de 12 a 20 vezes mais forte.